11 novembro 2008

Morte de um poeta



Es contan ma um poeta
Ka debi skrebi sobre amor

É debi pruba de tudo sentimentu
Cucis bem dentul alma
Lume altu… fumo na céu...

Tudo al serena
Branda mansu
Pura
Morna…

Kel di banda ki amor ta da um mortal
Na um poeta ta matal

Na undi tudo ta fazi xintidu
É lá ki é perdison

Kel mundo paridu de contenteza
Na el palavra ka ta brilha...

E é si ki um poeta ta morri

6 comentários:

gabriela disse...

Olá Laidinha
O Vitinho chegou aqui há pouco e perguntou - me se já tinha entrado no teu blog para ler os teus poemas , disse - lhe que não apenas tinha lido os que estão na Antologia . Muitos parabéns e continue . Desejo- te as maiores felicidades , saúde e tudo de bom que esta vida contém .
Bjs da tia
Gaby

Anónimo disse...

Miss you.
Abraço
Nude

dj jojas da pesada disse...

Di um cuza n tinha certeza, ma inda bu ta surprendeba mi inda mas, mas n ca sta esperaba tanto beijao bu blogg sta campion e muitos sucessos kuel, obrigado pa compartilha bus delirios jojas da pesada ou aka jojo

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.